ISG Provider Lens™ SAP HANA and Leonardo Ecosystem Partners – Brazil 2020 – SAP S/4 HANA System Transformation – Midmarket (Portuguese)

Relatórios ISG Provider Lens™

A TGT Consult é representante da ISG no Brasil. Para adquirir este ou outros relatórios, converse conosco.

Tendências Gerais

Para o ano de 2019, a SAP registrou um aumento de 34% na receita de nuvem nas Américas. No entanto, a linha de receita do Suporte de Software representou 42% da receita da empresa. Quando a SAP anunciou sua extensão da data de suporte final para o ERP SAP herdado, movendo o prazo de 2025 para 2027, ela estava se referindo aos 42% de sua receita que estão em risco se os clientes não atualizarem. A alteração da data teve um impacto menor nos parceiros de serviço da SAP.

As vendas de novos projetos continuaram crescendo antes do surto de COVID-19. Mas quando a SAP anunciou seus resultados financeiros no primeiro trimestre, registrou um declínio de 31% na receita de licenças de software. Isso está de acordo com o que a ISG ouviu dos prestadores de serviços: novas vendas foram congeladas durante o distanciamento social que entrou em vigor na maioria dos países do mundo, incluindo o Brasil. A SAP também anunciou que sua receita trimestral total aumentou 7%, demonstrando o valor da mudança para os modelos SaaS, já que o crescimento da receita em nuvem compensou o declínio em licenças.

A SAP confirmou seu compromisso com o Brasil. Em 2019, contava com mais de 2.000 funcionários no país e estava investindo €33 milhões na expansão dos escritórios de São Leopoldo para acomodar mais 700 funcionários.

SAP S/4HANA Transformation – Large Accounts

A ISG observou pequenas alterações no mercado de transformação de SAP S/4HANA para grandes contas em 2020. As comunicações da SAP priorizam aquisições, particularidades do seu portfolio e mudanças organizacionais, reduzindo o foco na adoção do ERP. A aquisição da Qualtrics e as mudanças na alta administração da SAP dominaram a mídia em 2019. A alteração da data de término do suporte da linha de produtos ECC legados não causou muito impacto nas transformações para SAP S/4HANA. Isso se observa na maneira como os parceiros apresentam suas carteiras e os investimentos que fizeram durante 2019.

Na maioria dos casos, a conversa mudou para a experiência do cliente e a empresa inteligente, que têm impacto quase nulo na venda do SAP S/4HANA. O outro tópico predominante é mover o SAP para a nuvem, o que não equivale ao desafio e ao esforço de converter sistemas legados de ERP para SAP S/4HANA. Os clientes podem mover qualquer produto SAP para a nuvem, incluindo ERP legado ou SAP S/4HANA on-premise.

Os provedores de serviços avaliados para esse quadrante ajustaram seus conjuntos de ferramentas e demonstram mais confiança na eficácia das ferramentas usadas para converter bancos de dados legados para HANA. As ferramentas de inspeção de código aceleram a conversão e a substituição de customizações. O teste automatizado em um pipeline de DevOps melhora a qualidade e reduz o retrabalho. As ferramentas estão diminuindo o tempo de transformação e reduzindo a necessidade de analistas e consultores. Esses projetos ágeis são mais econômicos.

Conforme observado no relatório do ano passado, a maioria das grandes contas adota a abordagem brownfield e utiliza ferramentas de automação para converter customizações legadas e ERP em SAP S/4HANA. Uma estratégia avançada é dissociar as customizações legadas do núcleo do ERP e implantar recursos de automação e DevOps baseados em IA. O desacoplamento significa que o código customizado é transformado em um novo software executando isoladamente do código ERP, fazendo interface com APIs e microsserviços. A dissociação é essencial para permitir uma empresa digital ágil.

As empresas que estão adquirindo um parceiro de serviço para transformar seu ERP em SAP S/4HANA devem prestar atenção às ferramentas de conversão e aceleradores existentes. Alguns provedores desenvolveram modelos de configuração específicos para um setor e ferramentas de conversão que podem diferenciar sua capacidade de entregar o projeto. A capacidade de desacoplar o código customizado e convertê-lo em aplicativos independentes é altamente recomendável; os compradores devem verificar a bibliotecade casos de uso dos fornecedores, procurando aplicativos que possam substituir a funcionalidade customizada. Alguns aplicativos que fornecem análises de blockchain, IoT e IA são muito efetivps para justificar o projeto.

A COVID-19 impõe novas regras nesse mercado. Como mencionado acima, a SAP relatou uma redução de 31% nas vendas de licenças no primeiro trimestre de 2020. Isso se traduz em 31% menos projetos de implementação que acontecerão em 2020 eprovavelmente serão adiados para 2021. Todos os participantes do estudo relataram que não interromperam seus projetos em andamento e têm 100% de seus funcionários trabalhando em casa. A continuidade dos negócios não é um risco para esses fornecedores, por enquanto, pois seus projetos em andamento estão fornecendo um fluxo de caixa positivo. No entanto, a duração média de projetos é inferior a 10 meses. Não há um backlog para apoiar as equipes de entrega de projetos até o final do ano, o que pode ser dramático para alguns participantes neste mercado. Felizmente, a maioria dos fornecedores oferece serviços de manutenção de aplicações para compensar a variação do backlog do projeto.

No lado positivo das lições aprendidas da COVID-19, os fornecedores foram rápidos em adaptar suas práticas de gerenciamento para continuar entregando projetos, incluindo a realização de workshops de design on-line que levam horas, com intervalos programados. Novos métodos de acompanhamento e novas sessões motivacionais surgiram. Os provedores que estão monitorando a satisfação do usuário relatam que seus funcionários preferem trabalhar em casa e podem ser muito produtivos remotamente. Eles antecipam que as atividades que requerem interação intensa, como sprints de design, serão melhor realizadas pessoalmente. Mas para a maior parte das atividades de um projeto, trabalhar em casa é definitivamente o novo normal. Os fornecedores estão otimistas de que podem vender novos projetos usando esse novo modelo de entrega.

Das 29 parceiras SAP avaliadas neste estudo, 15 foram qualificadas para o quadrante de Transformação de Grandes Contas. Seis são líderes e duas são rising stars.

SAP S/4HANA Transformation – Midmarket

O mercado intermediário oferece muitas oportunidades porque compreende muitas empresas e projetos que requerem menos recursos quando comparados a grandes contas. Ferramentas e estruturas automatizadas permitem projetos de transformação rápida, que continuam a levar o SAP S/4HANA ao mercado intermediário, como observado no ano passado. Os parceiros da SAP desenvolveram o conhecimento necessário para vender e entregar o SAP S/4HANA a preços competitivos, ajudando os clientes a migrar de outras plataformas para o SAP.

Este é um mercado dinâmico e as parceiras SAP trocam de posição com frequência. Parceiros típicos da SAP que competem no mercado intermediário brasileiro tem menos de 400 profissionais. No entanto, a oportunidade de mercado é estável, com um fluxo constante de novos projetos a cada ano.

O surto de COVID-19 não interrompeu os projetos que estavam em andamento. Os parceiros de serviço nos disseram que os projetos foram iniciados com especialistas trabalhando em casa. As ferramentas podem operar remotamente a migração de dados e executar testes automatizados, enquanto usuários remotos podem testar a solução na nuvem. Os projetos que estavam em seus estágios iniciais de design de negócios exigiram mais tempo para concluir as tarefas colaborativas, como workshops de design thinking, porque as reuniões on-line tinham mais interrupções. A descoberta de métodos alternativos para colaborar remotamente mudará para sempre a maneira como as empresas entregam projetos SAP S/4HANA.

As empresas participantes são positivas sobre os resultados do impacto da COVID-19 na economia. Como a transformação de curta duração do SAP S/4HANA pode proporcionar economia de custos e agilidade nos negócios para clientes do mercado intermediário, esses fornecedores estão confiantes de que podem vender novos projetos em 2020. O tempo dirá se eles estão excessivamente otimistas ou se podem construir um futuro positivo, persistindo na criação de novas oportunidades.

Das 29 parceiras SAP avaliadas neste estudo, 15 se qualificaram para esse quadrante. Seis são líderes e uma é uma rising star.

Managed Application Services For SAP ERP

Como observado no ano passado, o mercado de serviços gerenciados de aplicações é impulsionado pela automação. Ele não substitui a codificação realizada por humanos, o que representa a maior parte do custo do fornecimento de serviços de aplicações gerenciadas. A automação é usada em tarefas repetitivas, como classificação de incidentes, documentação, análise de incidentes, alertas e, mais recentemente, previsão de incidentes. As análises baseadas em IA ajudam os provedores de serviços a otimizar sua estrutura de custos, procurando e eliminando problemas para melhorar a produtividade.

A automação está se tornando mais difundida. Ao automatizar as tarefas de suporte, os provedores de serviços podem se concentrar na qualidade do código e no aprimoramento de aplicações, que agregam valor comercial real aos serviços de aplicações gerenciadas.

As ferramentas de automação com IA são novas, mas estão amadurecendo rapidamente no mercado de serviços.

O surto de COVID-19 e o distanciamento social não afetaram o mercado de serviços de aplicações gerenciadas até o momento. No entanto, alguns fornecedores relataram que seus clientes solicitaram reduções no valor do contrato ou pagamentos mensais mais baixos durante os meses mais severos do lockdown. Consequentemente, algumas empresas podem ter reduzido o salário mensal de seus funcionários proporcionalmente. No entanto, não coletamos estatísticas sobre o impacto da receita em serviços contínuos, como aplicações gerenciadas. Neste ponto, não é possível prever como o mercado vai se comportar no segundo semestre de 2020.

Das 29 parceiras SAP participantes, 23 se qualificaram para esse quadrante. Nove são líderes e uma é uma rising star.

Managed Platform Services For SAP HANA

A principal tendência observada é que todos os provedores qualificados para esse quadrante se concentrem em mover o SAP S/4HANA para a nuvem. As campanhas de marketing da SAP, AWS, Microsoft e Google estão engajando as parceiras SAP para serviços gerenciados SAP em nuvem. No entanto, ainda há resistência por parte dos provedores de serviços de aplicações puras que não veem um benefício claro para seus negócios, considerando o custo de certificar sua equipe para fornecer serviços relacionados à nuvem. Por esse motivo, menos da metade das parceiras SAP se qualificou para esse quadrante. Algumas afirmaram claramente que a nuvem não é da sua conta.

A COVID-19 não afetou fortemente os provedores de serviços participantes deste mercado. A organização do trabalho em casa exige maior disponibilidade de serviço, e as empresas que migraram para a nuvem não tiveram descontinuidade. No entanto, em alguns casos, a empresa cliente que executa o SAP internamente tinha um data center altamente disponível, mas não a conectividade para dar suporte a trabalhadores remotos. Nesses casos, o provedor de serviços da plataforma precisou se apressar para instalar e configurar canais adicionais de conectividade e VPN para permitir que a equipe dos clientes trabalhasse em casa. Alguns relataram que a empresa de telecomunicações teve dificuldade em responder a todas as solicitações de uma só vez e levou alguns dias para implantar toda a conectividade necessária. Esses clientes tiveram aumentos de custos, enquanto os outros que estavam na nuvem não tiveram.

Os clientes que adquirem serviços gerenciados de plataforma devem considerar as credenciais que o provedor de serviços precisa para operar na nuvem. O número de certificados não é tão relevante; no entanto, o nível de certificação informa o nível de atenção que o prestador de serviços recebe ao exigir o suporte técnico do fornecedor. Os acordos típicos de nível de serviço (SLA) nesse campo consideram os tempos de resposta do serviço (tempo para responder, tempo para corrigir e tempo para resolver) e indicadores de qualidade, como o Net Promoter Score (NPS) e a satisfação do usuário. SLAs tradicionais sobre disponibilidade, tempo de resposta da rede e porcentagem de tickets resolvidos no tempo ainda estão em uso. No entanto, eles não fazem sentido quando executados em uma nuvem altamente disponível sob novas ferramentas de plataforma que fornecem autoatendimento e resposta de ticket automatizada por IA.

Das 29 empresas participantes, 12 se qualificaram para esse quadrante, cinco são líderes e uma é uma rising star.

SAP Cloud Platform And SAP Leonardo Services

Os serviços SAP Cloud Platform (SCP) e SAP Leonardo concentram-se na inovação. No entanto, em 2020, observamos que o SCP começou a amadurecer. As empresas estão usando-o em ambientes de produção, embora sem a tração do mercado que a SAP possa ter imaginado ao criar o SCP.

O SCP é uma plataforma de desenvolvimento de aplicações e um hub de integração, com uma biblioteca de API para todos os produtos SAP. A plataforma fornece novos métodos de programação e chamadas de API que impõem uma curva de aprendizado para os programadores que estão acostumados a trabalhar em produtos SAP legados. Os provedores de serviços não relatam dificuldade em migrar seus consultores para a nova plataforma e método de implantação. No entanto, quando os clientes adquirem implantações rápidas e de baixo custo, os provedores de serviços evitam o risco de aprender e experimentar.

O SAP Leonardo estende o SCP adicionando modelos e métodos para inteligência artificial, IoT e blockchain para acelerar a inovação. É o facilitador do que a SAP chama de Empresa Inteligente. Muitas parceiras brasileiras da SAP estão usando o Intelligent Enterprise em suas garantias de vendas, evitando qualquer referência ao SAP Leonardo. Segundo essas parceiras, a marca SAP Leonardo foi lançada há três anos e não representa mais novidade.

Os provedores de serviços consideram o SCP como a plataforma de escolha para futuras implementações, pois permite o desacoplamento das customizações de código, o que deixa o sistema ERP principal limpo e reduz a complexidade da manutenção. No cenário ideal, o SAP S/4HANA é implementado definindo parâmetros e configurando dados da empresa, sem nenhuma customização. O SCP fornece conectividade com aplicações externas por meio de APIs abertas. Aplicações externas oferecem requisitos especiais. A nova arquitetura permite que a SAP atualize o SAP S/4HANA sem interromper a funcionalidade do código customizado, o que, por sua vez, permite a continuidade dos negócios.

Os clientes que contratam um parceiro SCP devem definir suas expectativas. Certos provedores são melhores em oferecer descoberta e prototipagem de inovação. Outros provedores oferecem uma solução mais consultiva, desenvolvendo os recursos do SAP Cloud Platform e treinando o cliente no uso do SCP. Um terceiro grupo entrega novas aplicações usando o SCP, fornecendo acesso rápido a soluções de negócios pré-configuradas.

Das 29 empresas participantes, 16 se qualificaram para esse quadrante. Seis são líderes e uma é uma rising star.

O acesso ao relatório completo requer uma assinatura do ISG Research. Entre em contato conosco para consultas de assinatura.

Relatórios ISG Provider Lens™

A TGT Consult é representante da ISG no Brasil. Para adquirir este ou outros relatórios, converse conosco.